Sobre aproveitar o momento!

Olá :3

Eu ando sumida, quer dizer, olhando um pouco o blog acho que nunca fui muito frequente, sinto que perdi a mania de escrever como um diário e não sei como eu agiria se algum conhecido meu, por acaso, descobrisse um diário pessoal mesmo exposto tão exposto assim na rede. Mas é aqui que começamos as reflexões de hoje: pensamos demais sobre o que os outros vão pensar da gente e esquecemos completamente de que o que mais importa é o que nós mesmos achamos. Deixar de fazer algo que gosta por medo do que os outros vão pensar é papo furado, então bem, vou tentar voltar a escrever mais frequentemente.

Essa semana que se inicia hoje é a minha última semana de férias da faculdade. Semana que vem começo já o Quinto período do curso de Pedagogia e a ficha de que estou no penúltimo ano da faculdade ainda não está caindo (4 períodos para se formar). A pressão sobre o que fazer depois está cada vez maior; seguir área escolar/sala de aula ou mestrado/doutorado? Fora as possíveis áreas de atuação do pedagogo fora do âmbito escolar (pedagogia social, hospitalar etc. etc.). Dentre todos esses dilemas que empurro para um futuro não muito distante, eu queria dizer que estou mega feliz com as minhas férias esse ano.

Sério, eu acho que nunca aproveitei tanto uma férias como essas de agora e olha que eu já tenho 20 anos de idade. Eu não viajei para lugar nenhum, é um fato, mas fiz mais de dez desenhos! Além disso, pude curtir um tempo com a minha mãe, me entreguei para o seriado do momento (La Casa de Papel), assisti uns 6 animes diferentes e finalmente parei de enrolar e comecei a assistir Friends e Sherlock! Pintei meu cabelo de vermelho mais uma vez, comecei a estudar para o meu TCC (coisa que só era necessário daqui seis meses), vi um grande amigo defender uma dissertação de mestrado e se tornar mestre em educação, paguei mil e uma contas, comi muito sushi e lanches, emagreci (por incrível por pareça), enchi a cara, chorei muito, criei um quadro de metas, abri o pulso, fiquei gripada, pintei um quadro e me permitir me apaixonar (apesar de não ser correspondida como eu queria, mas isso é só uma consequência para amanhã)… E bem, ainda me falta uma semana!

Eu fiquei muito feliz por ter feito tantas coisas, geralmente eu passava minhas férias apenas dormindo com a  desculpa de que precisava recuperar o sono perdido e deixava de aproveitar a vida. Então fica aqui mais uma reflexão para vocês: não deixem de aproveitar a vida de vocês, cada momento por mais simples que pareça é muito especial e importante para você. Aproveite sempre esses pequenos momentos e viva uma vida sem arrependimentos sempre que possível!

Era isso que eu tinha para falar hoje >.<

Vou organizar todos os desenhos que fiz nas férias e postar aqui depois antes que eu perca esses arquivos… Acho que é só.

Bom domingo para vocês!

Lis (/-.\  )

Anúncios

Isso não é uma retrospectiva, mas algo assim (:

15539003_789011511259147_4040510897691557888_n

Oi, boa noite! Tudo bem com você? Eu sei, você espera que esse seja mais um texto sobre tudo o que aconteceu comigo esse ano, não é? Eu te garanto que até pensei sobre isso, mas já farei algo parecido no Tulipa, então vamos variar um pouquinho! Hahaha

Não sei definir as coisas em palavras, fico na dúvida sempre, mas se fosse para decidir de fato eu acho que 2016 para mim foi sinônimo de Mudanças. Sério, o que eu sei da vida para dizer sobre mudanças? Nunca passei dificuldades reais na vida se formos equiparar com tantas outras pessoas nesse mundão, mas é verdade também que ainda sou uma pessoa com muitos sentimentos guardados no peito. Bem angustiante tudo isso, porém a vida tem dessas…

Mudar nunca foi meu forte, apesar de eu viver de mudanças físicas (principalmente meu cabelinho, esse já sofreu muito nas minhas mãos). Odeio ter que mudar o que já tá pronto, já está feito e isso tudo porque tenho medo do que me espera. Sabe, passa-se mil e um questionamentos sobre o que pode vir acontecer no futuro e isso me assusta. Entretanto, como já disse aí para cima, foi um ano de muitas mudanças. Tive que aprender a lidar com o ritmo de uma dança nova e até pegar os passos… Ai ai como eu caí! Lidei com duas perdas recentes, meu avô e meu melhor amigo, foi muito difícil não ter mais com aquele ombro amigo para contar todos os dias. Foi muito mais difícil lidar que eu não havia passado para Letras e sim para Pedagogia. Foi ruim demais lidar com dois foras seguidos e perder meu antigo notebook. A dor mais recente foi ter caído no banheiro, estou toda debilitada 😦

Contudo, tudo nessa vida passa e uma dádiva do ser humano é que você passa a se adaptar com tudo depois. Não foi diferente comigo e logo já estava dominando essa dança. Não ter mais meu melhor amigo aqui me proporcionou a conhecer novas pessoas (Roberta ❤ Milena ❤ e mais uma galera da faculdade) e dar mais valor nas que estão o tempo todo ao meu lado (The Mesa sempre ressurgindo das cinzas). Meu avô pode não estar aqui comigo, mas sempre o terei em meu coração para me recordar e acolher em seu colo, além disso acabei descobrindo que Pedagogia é muito legal e passei a realmente querer ser uma professora dedicada aos meus tototinhos – fora que a vida nunca é tarde demais para ir atrás de outros cursos. Foras… Quem liga para foras? Entre estar com um cara que apenas me queria usar para uma vida solteira e de puro amor próprio, é muito melhor se amar hehehe! Meu note se aposento, mas olha só como a vida é recompensadora e ganhei um novo bem melhor e atualizado que o outro e de quebra um novo celular também (agora posso me divertir com o Snow :3). Sobre cair no banheiro: não tem nada de bom nisso, desculpa.

A entrada no kpop e também as inúmeras conquistas que venho ganho a cada dia só me faz pensar o quão devemos valorizar mais as mudanças e viver o momento. Nada acontece por acaso, o retorno pode te surpreender e essa felicidade momentânea é tão gostosa de sentir. É como se você estivesse comendo seu doce preferido e ele nunca acabasse. Sempre fui a emo incompreendida da turma, mas esse ano me permiti a usar um vestido e deixar a franja de lado. Tentar algo mais indie, mais kpop e mais cor e sabor. Foi legal dizer que nem tudo é um mar de tristeza e, apesar de sempre dar um pouco errado no começo, sou uma pessoa bem feliz e agradecida a tudo, mas em principal ao natal mais legal da minha vida. Tive que reler meu livro predileto para entender o real motivo da aprendizagem, obrigada Clarice! (Uma Aprendizagem ou O livro dos Prazeres). Obrigada meu primo Mateus, você talvez nunca saiba sobre isso, porém você me deu o melhor presente de natal que era justamente renascer em minha família o espirito natalino! ❤

Não queria fazer uma retrospectiva, mas no fim acabou sendo. Desculpe-me. O que eu quis dizer com isso tudo é que não devemos temer as mudanças, as vezes a tempestade precisa acontecer para que se possa observar um belo arco-íris depois… Para 2017 eu não espero nada além de saúde e prosperidade, que seja um ano muito abençoado de coisas boas. Que possamos todos lidar com as mudanças e sempre nos reerguermos de todas as dificuldades que a vida nos impões de vez em sempre.

Obrigada por ler, meu caro leitor. Nos vemos muito em breve, eu espero! 😀